Notícias

Proerd forma novos alunos em Carmo do Paranaíba


Data: 29/11/2017 17:35 - Última atualização: 29/11/2017 19:05 A+ A-


A Prefeitura Municipal de Carmo do Paranaíba, realizou na última segunda-feira (27), no Ponte de Terra Tênis Clube, a solenidade de formatura de 353 alunos do 5º ano do Ensino Fundamental, das escolas da rede pública e particular de ensino do município, que participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd).

Há 10 anos o Programa é desenvolvido no Município, com a importante missão de desenvolver ações preventivas contra as drogas e a violência, apoiando iniciativas com a família, estudantes e professores.

Um grande público prestigiou à cerimônia, entre pais dos alunos, representantes da Polícia Militar e autoridades, todos unidos em torno de um compromisso social e educativo, num trabalho incessante na prevenção contra as drogas. As ações do Proerd são resultados do esforço integrado entre a 90ª. Cia. PM, o poder público, escolas e famílias. Durante todo o semestre, as aulas foram ministradas pelo sargento José Geraldo.

O sargento José Geraldo destaca que o objetivo do Programa “é prevenir o uso e abuso de drogas, através da orientação e conscientização dos efeitos provocados pela dependência de substâncias químicas, sejam elas lícitas ou ilícitas”. Ainda de acordo com ele, além dos resultados obtidos através do programa, é extremamente gratificante receber o carinho e a atenção das crianças que foram instruídas. “É uma alegria finalizar nossos trabalhos nessa bela formatura de tantas crianças e adolescentes. O carinho que recebemos é o mais gratificante”, ressaltou.

Em fala, o Prefeito Dr. César destacou a importância do programa para o Município. “O Proerd e sua educação preventiva ao uso das drogas é fundamental e de extrema importância. Esta parceria entre Polícia Militar, Poder Público Municipal e as escolas de nossa cidade contribui, e muito, no alerta contra o risco, o perigo inimaginável em que representa a droga, não só entre as crianças e os jovens, mas em todas as faixas etárias”, disse.